FANDOM


Maelマエル」 é um dos Quatro Arcanjos do Clã das Deusas. Durante a Guerra Santa 3.000 anos atrás, uma certa pessoa mudou Mael e as memórias de todos os outros, dando ao Arcanjo uma nova identidade como um membro dos Dez Mandamentos e o segundo filho do Rei Demônio, sob o nome de Estarossaエスタロッサ Esutarossa」.

Aparência

Estarossa é um homem muito alto e musculoso e usa um casaco amarelo (azul no anime) com manoplas e botas de ouro (prata no anime). Ele tem uma grande semelhança com o cartaz de procurado de Meliodas. Possui cabelo prateado e barba facial perceptível. Ele também tem a mesma marca demoníaca de Meliodas e Zeldris, mas, ao contrário de Meliodas, está acima do olho esquerdo, semelhante a Zeldris.

Depois de absorver o Mandamento da Verdade, a aparência de Estarossa permanece praticamente inalterada, exceto que seus antebraços e pernas estão cobertos de escuridão, e ele ganha um círculo de espinhos nas costas. Uma vez que ele absorve o Mandamento da Retenção, ele se transforma pela segunda vez com todo o seu corpo coberto de trevas semelhante ao Modo de Assalto de Meliodas.

Mael tem cabelos longos e lisos. Ele possui dois conjuntos de asas de anjo com o primeiro conjunto sendo maior que o segundo. Ele é visto como tendo uma constituição muito musculosa e veste robe com vários botões, calças listradas e sandálias. 3.000 anos atrás, ele usava uma armadura com o símbolo do Clã da Deusa em seu peito.

Depois de absorver o Mandamento da Pureza, Mael passa por uma transformação. Ele passa a ter seis grandes asas nas costas, sendo três brancas à esquerda e pretas à direita. Passando a usar um longo vestido de corpo inteiro com desenhos de faíscas de luz no fundo e linhas pretas no início das mangas. Ele também usa um capacete com chifres na cabeça com um longo tecido com os símbolos dos quatro mandamentos que ele absorveu cobrindo seu rosto.

Personalidade

Estarossa parece ter um comportamento normalmente relaxado. Quando Meliodas aparece e ameaça os Dez Mandamentos, ele não parece muito incomodado com a situação. Sob esse exterior distante, no entanto, ele tem um lado muito sádico e frio. Ele cita a antiga desumanidade de Meliodas como um dos traços que ele mais admirava nele, e claramente tem prazer em torturar seu irmão distante como punição pela traição de sua própria espécie. Ele, no entanto, começou a chorar ao matar Meliodas, insinuando que ainda sente amor por seu irmão mais velho.

Estarossa parece gostar de lutar por si mesmo. Por exemplo, ele alegou que queria lutar com seus irmãos pelo trono do Rei Demônio, mesmo que ele confessasse não se interessar por ele. Consequentemente, torna suas motivações pouco claras, já que ele não se posiciona para o trono do Rei Demônio e prefere "ganhar" Elizabeth. Ele parece mostrar algum respeito contra adversários fortes como Escanor a quem ele pediu seu nome, porque ele considerou que vale a pena ter em mente.

Zeldris insinuou que Estarossa pode ter fome de mais poder, como ele o advertiu para não tentar roubar os Mandamentos que eles tiveram que recuperar para si mesmo. Além disso, o próprio Estarossa não teve escrúpulos em propor a morte de seus companheiros mandamentos para adquirir suas habilidades especiais mais rapidamente, mostrando que ele não se importa em nada para eles, além de possivelmente Zeldris. Isto foi provado ainda mais quando ele impiedosamente matou a Galand petrificada só porque levaria tempo para que Zeldris o libertasse de sua petrificação. Sua fome de poder foi comprovada mais tarde pelo fato de ele preferir ter todos os Mandamentos para si mesmo, em vez de entregá-los a Zeldris ou Meliodas.

Eventualmente, é revelado que Estarossa parece ser um homem mentalmente instável. Monspiet mencionou que sua mente e alma foram lentamente devoradas por seu mandamento, deixando-o em uma mentalidade instável. Sua sede de poder é o que o impulsiona agora.

Embora implacável para os demônios, considerando-os como lixo e sentindo nenhum remorso por quantos ele matou, Mael parece ter sido um bom indivíduo para aqueles não associados com o Clã dos Demônios, expressando profundo remorso por matar tantos inocentes e seus parentes ao lembrar o que aconteceu. Ele tinha força de vontade suficiente para se transformar de um covarde incapaz de ferir um inseto no mais poderoso dos Quatro Arcanjos. Ele também estava muito orgulhoso de quão altamente Ryudoshel pensava nele. Ele não parece ser sádico em relação aos demônios, apesar de seu ódio por eles, já que prefere usar uma técnica que lhes dê uma morte indolor ao invés de vencê-los primeiro.

Depois de recuperar suas memórias, enquanto sob a influência dos Mandamentos, Mael se tornou vingativo em relação a Gowther pelo que ele fez a ele. Ele se tornou sádico em relação àqueles que se aliam a Gowther, saboreando a dor que o pecado da cabra sentia quando King estava com uma dor severa por causa de seu ataque. No entanto, ele parece ainda considerar seus companheiros Arcanjos como aliados, cumprimentando-os cordialmente, claramente surpresos de como eles estão contra ele, e enquanto ele luta contra eles e contra King, ele nunca os ataca com um de seus ataques, apenas sendo mostrado infligir danos graves ao rei. Isso muda depois que ele absorve o Mandamento da "Pureza", onde ele não tem escrúpulos em atacar ninguém, até mesmo Elizabeth.

Depois que Gowther invadiu a mente de Mael e o fez saber as razões por que o Arcanjo foi escolhido pelo demônio Gowther para ser transformado em "Estarossa", Mael demonstrou grande remorso por suas ações passadas, deixando-o ser capaz de expulsar os Mandamentos de dentro dele. .

Livre da influência dos Mandamentos, Mael não hesitou em salvar Gowther.

Nível de Poder

Magia
3000
Força
53000
Espírito
4000
Total
60000

Após absorver o Mandamento da Verdade:

Magia
????
Força
????
Espírito
????
Total
88000

Após absorver os Mandamentos da Retenção e da Pureza:

Magia
????
Força
????
Espírito
????
Total
200000

Navegação

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.